BARTON CREEK SQUARE

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Admin em Dom Out 18, 2015 7:58 am

Com seus mais de 180 lojas especializadas, variando de moda à jóias e artigos esportivos o maravilhoso clima controlado shopping center inclui Nordstrom, Apple Store, Forever 21, Sephora e Pottery Barn Kids.

Você pode fazer uma pausa das compras nos restaurantes California Pizza Kitchen e Nordstrom Bistro Cafe ou convidar a família para o cinema no AMC 14-tela IMAX Theater. Situado nas colinas na interseção do circuito 1 (Mo-Pac) e Loop 360 (Capital do Texas Highway), Barton Creek Square serve nas comunidades próximas de Westlake Lakeway, na cidade de Austin, da Universidade do Texas, no campus de Austin e Austin sul.

Barton Creek Square tem luxo e conforto, com telha de pedra calcária, carpetes confortavelmente elegantes, acentos de madeira do assoalho e luxuosas áreas de estar.





Acompanhe no Google Maps: bit.ly 1W0lKeB
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Wyld-Storm

Mensagem por Admin em Dom Out 18, 2015 8:29 am

O lupino se acha no segundo andar, à cerca de 50 metros das escadas rolantes (desligadas). Algumas lojas tem as vitrines quebradas, muitas se acham esvaziadas enquanto outras, intactas e cheia de produtos.

Existem vasos de plantas quebrados, tombados, bancos virados e tortos enquanto outras áreas, permanecem em perfeito estado de organização.

Depois de haver observado tudo enquanto provavelmente traçava planos e decidia os próximos passos, Wyld-Storm que possivelmente já poderia ter deduzido que estava sozinho em todo aquele Shopping (exceto pelo novo amigo na loja oriental) escuta um tipo de estalo que ecoa pelo ambiente. Poderia ser uma cadeira que caiu, um animal esbarroando em algo ou o que sua imaginação concebesse.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Wyld-Storm em Sex Out 23, 2015 7:28 am

Ao se encontrar naquele espaço que, para os macacos, fora uma grande toca. Para aquele lobo, parecia uma enorme jaula de pedras. Ele simplesmente abaixa a cabeça, farejando um caminho onde o ar fosse mais fresco ou o vento contasse a saída.

Quando o estalo atravessa o ar, sua  orelhas voltam-se na direção enquanto o corpo, busca abrigo instantaneamente. Ocultado, entre o que restou dali, tocando o solo com a barriga. Seus olhos, narinas e ouvidos buscam varrer o lugar, em busca de sons ou qualquer coisa que denunciasse uma presença ali. E, qualquer que fosse ela, seria predadora. Decide, por seguir em direção oposta ao ruido, buscando nem mesmo golpear a pedra com suas garras. O pedaço macio da pata não contava aos ventos – era a primeira lição que aprendeu como caçador.

...

Deste modo, segue para onde seu focinho o levasse - onde o ar, fosse mais novo e o céu não estivesse acorrentado.
avatar
Wyld-Storm

Mensagens : 8
Data de inscrição : 11/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Wyld-Storm

Mensagem por Admin em Sab Out 24, 2015 7:01 pm

Após o transcorrer de tempo equivalente ao dobro do que um humano desatento precisaria para encontrar a saída de um shopping, porém a metade do tempo de um animal irracional que por algum motivo se encontrasse no mesmo, Wyld Storm percebe o barulho da chuva se intensificando cada vez que se aproxima da saída, além da circulação de ar (sua ideia inicial) e o próprio cheiro de solo e vegetação molhados.

Enfim, encontrava-se do lado de fora do Barton Creek e a visão desoladora de abandono intensificava a sensação de desesperança para aquelas terras, e para os que nela estavam, sem saber o que era do mundo, a sensação do apocalipse era inquestionável. Haviam alguns carros no estacionamento, muitos largados de qualquer forma no meio das vias, como se algo urgente tivesse ocorrido.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF:

Caso já queira seguir para a direção apontada, faça seu próximo post no tópico das Ruas ao Sul (caso siga pelo mundo físico).

Se quiser entender o seu percurso melhor, acesse o link: bit.ly 204NA91
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Wyld-Storm - Todos

Mensagem por Admin em Ter Nov 03, 2015 4:07 am

Aqueles que tivessem continuado o caminho no encalço de Wyld-Storm, deparar-se-iam finalmente com a representação umbral do shopping BARTON CREEK SQUARE, um emaranhado de teias em construção (logo, repleto de aranhas padrão) que formavam a arquitetura bem próxima de sua origem na Terra.
O emaranhado edificava densas paredes, mas, num certo ponto no segundo andar, parecia escapar por entre as falhas nas teias fachos de luminosidade amarelada.

Wyld-Storm apontou o queixo em direção ao ponto luminoso e disse: - É lá! Rasgou a película numa parede no que seria o estacionamento do Shopping e desapareceu da penumbra (sem deixar caminho para os demais) enquanto Raziel experimenta singular sensação que lhe percorre a espinha dorsal, como um frio que se desloca rapidamente de baixo pra cima.

No mundo físico o Garou se encontra esperando pelos demais na porta do shopping. Pelo estacionamento nota-se muitos carros abandonados, uns nas vagas e outros pelos caminhos. As ruas ainda estão molhadas pela chuva recente e a escuridão é intensa.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Suzanne O'Bran em Qui Nov 05, 2015 12:14 am

Tadewi nunca tinha entrado em um antro tão dominado pela weaver antes, olha as emanações locais que pareciam ignorar a presença dos Garou.

Elas eram em maior número e mais forte, também, os garous estavam somente de passagem e baú retirava perigo.

Quando o lupino atravessa a película, Tadewi se empenha para fazer o mesmo e seguir logo após.

Off: não me recordo da dificuldade, mas fiz minha rolagem.

Vitinho, sinta-se a vontade para cobrar a dificuldade correta.

2015-11-04 16:12:19 Tadewi rolls 5 dice to romper película 2,5,4,6,10 [2 successes]
avatar
Suzanne O'Bran

Mensagens : 326
Data de inscrição : 16/05/2015
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Ivy_curto_circuito em Qui Nov 05, 2015 12:44 am

Ivy seguiu Tadewi até o que seria a representação de um shopping na umbra, por um breve momento a Andarilha sorriu ao ver finalmente algo naquele lugar que a remetia ao mundo físico.

A Impura caminhou mais rapidamente em direção a construção, como o olhar de uma adolescente que realmente chegou ao shopping e se virando animada rapidamente notando que aquele que os guiava atravessou a película a Ragavash disse olhando em direção a Tadewi:

-Finalmente, vou sair desse lugar um pouco!

-Vamos!


Ivy então saltou na mesma direção na qual Wyld-Storm havia passado, transpondo a película usando parte da energia espiritual que lhe sobrava, sem nem mesmo lembrar dos outros, a Andarilha realmente estava feliz em ir para o mundo físico.


OFF:

Gasto um de gnose para atravessar a película

Total de Gnose: 4

total gasto: 3

avatar
Ivy_curto_circuito

Mensagens : 67
Data de inscrição : 16/07/2015
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Raziel em Qui Nov 05, 2015 3:06 am

(Raziel andava se arrastando, ao passar pela película algo claramente o incomodava, ele assumia a forma humana e por mais que compartilhasse lá no fundo a mesma sensação de Ivy ele na expressava nada em seu rosto. Na verdade seu semblante era de total desânimo e tédio. Ele botava a mão no seu coldre vazio e com um ar de melancolia seguia para parte interna do shopping sem dar muita atenção aos seus companheiros. Sua barriga roncava de fome e sua ferida ardia em seu peito.)
avatar
Raziel

Mensagens : 99
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Ivy - Raziel - Tadewi

Mensagem por Admin em Qui Nov 05, 2015 3:29 am

Quando assiste Ivy acessar o mundo físico (já que com apenas 1 sucesso, Tadewi e Raziel demorarão mais) Wyld-Storm já caminha para dentro do Shopping, quando então a porta se abre ante sua aproximação. O lupino fita a Andarilha por cima do ombro à medida que caminha nas quatro patas em marcha lenta, como quem espera ser alcançado.

Dentro de pouco tempo, quando já se encontravam todos juntos, estando então de frente para a escada rolante (que estava estática), assumiu a forma lupina e subiu para o segundo andar, onde o grupo caminhou por mais alguns minutos em q para Ivy e Raziel ficava claro a dificuldade do lupino em se localizar: - Sou Wyld-Storm. Um lupino dos Portadores da Luz Interior, Theurge, Cliath... Disse, enquanto ainda caminhavam, até que ele parou num certo ponto, observou os lados de uma encruzilhada, optando pela direita até que finalmente se colocavam diante de uma lojinha oriental, qual uma mercearia chinesa, donde se encontrava um pouco de tudo.

Assumiu a forma hominídea em frente à loja, deu mais dois passos e girou a massaneta, abrindo a porta que fez tocar uma campainha muito típica: - É aqui... Concluiu antes de acessar o interior da loja e sentar num amontoado de sacos que pareciam ser de ração de cachorro.

Pouco tempo depois, podia-se ouvir o arrastar de pés de uma caminhada lenta e difícil que vinha das áreas internas daquele pequeno estabelecimento: - Finalmente, finalmente chegaram. Já estava preocupado... dizia uma voz que antecedia seu dono, até que o senhor de fortes traços orientais abriu passagem por debaixo de uma cortina de ornamentos e caminhou até estar diante de todos: - Mas está faltando gente, e também um espírito pelo que eu soube. O que houve? Perguntava num tom muito afável e com um singelo sorriso desenhado nos lábios finos e marcados pela idade. Era a primeira vez que conheciam um Garou com uma postura tão humilde, mesmo ostentando tamanha raça pura.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Ivy_curto_circuito em Qui Nov 05, 2015 4:03 am

Ivy seguia o lobo, tentando não ficar para trás e ser um incomodo para o mesmo, a impura estava em sua forma glabro, sua roupa rasgada devido as lutas desde que acordou no meio daquele inferno de cidade.

Quando o Garou assumiu a forma humanoide Ivy ergueu as sobrancelhas acompanhando a transformação com o olhar e  quando o mesmo se apresentou a Impura balançou os ombros como quem queria dizer tanto faz, mas se apresentou igualmente:

-Sou Ivy Curto-Circuito, Cliath, Sem lua, impura dos Andarilhos do Asfalto.

Antes quando o mesmo levou a mão na maçaneta, Ivy girou a arma que estava em sua mão no dedo e a guardou no coldre acompanhando o mesmo entrando na lojinha.

....

Ivy olhou em volta todo o lugar, farejou o ar enquanto olhava em volta e quando ouviu a voz calma e os passos arrastados no piso, voltou sua atenção para de onde eles vinham. Ao notar que se tratava de um Garou, provavelmente o Ancião que procurava a Impura levou a mão nos joelhos, se inclinando demonstrando alivio e respirou fundo.

"Puta que Pariu, finalmente achamos o Pai mei..."_Pensou_

A Ragabash voltou seu olhar para o Ancião e sorriu enquanto dizia:

-Realmente finalmente!

-O ìndiozinho e o Branquelo tao atravessando a película!


Ivy voltou seu olhar para a sua armar e murmurou:

-O espirito?!

-AH!! O amigo do Indiozinho!

-Sei la! Ou sei?


Então voltou do seu dialogo pessoal de murmúrios e sorriu de forma jocosa para o Ancião concluindo:

-O grandão Fico tretando com dois malditos!

-E o Espirito eu sei lá! Quem vai saber te dizer é o Indiozinho!

Ivy se encostou em uma das paredes, passou as duas mãos nos cabelos os segurando e do  nada arregalo os olhos como se quem tivesse lembrado de algo e disse de forma desconcertada:

-AH!! Já ia me esquecer!!

-Sou Ivy Curto-Circuito, impura, sem lua dos Andarilhos do Asfalto!


Por fim respirou fundo e concluiu com um tom de duvida:

-Falaram que a gente tinha que encontrar o 'miojimitsu'

Voltou o olhar para seu coldre e murmurou:

-Miojimitsu?

-AH acho que é isso mesmo...


Então voltou novamente o olhar para o senhor e disse:

-Disseram que ele ia ajudar!

Então se aproximou com um olhar curioso concluindo:

-O senhor é ele?

-O que aconteceu?


Era claro para o ancião que Ivy tinha problemas, principalmente tinha pouco controle e era impulsiva demais, chegava ser engraçado já que ela parecia mais algum tipo de criança, até mesmo no jeito de se portar e falar. Ela observava com certa curiosidade e ansiedade a resposta do velho oriental.
avatar
Ivy_curto_circuito

Mensagens : 67
Data de inscrição : 16/07/2015
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Suzanne O'Bran em Qui Nov 05, 2015 11:19 am

Tadewi atravessa com dificuldade a película, atravessar a mesma na cidade era perturbador, como se estivesse preso ou sufocado. Demora alguns minutos para fazer, mas faz segurando a tido instante Raziel pelo seu terno.

Durante o caminho, Tadewi que estava em crinos muda para hominídeo, era uma disfunção involuntária, mas também algo que o fazia lembrar daquela forma tão frágil.

Quando finalmente atravessa estava no estacionamento, segue o lupino portador da luz, soltando Raziel e dando um sorriso para ele.

O lupino se identifica e Tadewi faz o mesmo.

_Me chamo Tadewi ou Guerreiro da Fúria, sou um Wendigo e lua cheia, também lupino. -Após isso se cala-

Caminham por algum tempo perdidos ou quase isso, e já começa a ficar preocupado.

Quando o portador parece recuperar o foco e encontrar o lugar. Aquilo foi um alívio para ele.

Adentra o local e nota o lupino se esparramar em um certo ponto que parecia confortável, faz o mesmo sentando no chão, encostando na parede. Estava cansado.

Mas seu descanso dura pouco no momento que o ancião chega. O Garou prontamente se põe de pé.

Ivy começa a falar como uma louca, estava nitidamente fora de si, a partir do princípio que todos foram juntos para a mesma loja. Quando ela termina de falar, denotando confusão, pigarreia.

_Sou Tadewi ou guerreiro da fúria. Um lua cheia e lupino da tribo dos wendigos.

Tadewi apresentava enorme pureza de sangue e também caracteristicas herdadas de seu pai. Seus olhos eram azuis como o gelo polar e fixavam no ancião neste instante.

_Hioshimtsu Rhya!

_Até que fim encontramos. -Não se mostra feliz por isso, era um Garou totalmente sem expressão na verdade, mas para os que conheciam bem aquele Garou, sabia que ele estava deveras contente por isso-

Quando o ancião começa a falar de todos e também de Narssuk, o Garou abaixa a cabeça.

_Sim senhor. Foi complicado chegar até aqui, corremos risco, perdemos aliados e amigos queridos.

_A última vez que tive com Narssuk, ele foi voluntário para ir atrás de Karl, um dos membros de nossa matilha. Na verdade somos mais um grupo que matilha, pois não fomos unidos a nenhum espírito. Iriam fazer isso na noite seguinte aos dias em que nos encontramos.

_Porém fui eleito líder deles e agi como tal. Se não estamos todos aqui é por que as coisas não estão muito boas lá fora.

Tadewi começa a falar tudo, desde o momento em que ele e Darkness partiram do caern tombado, até o presente momento.

Fala do heroísmo e falhas, vitórias e perdas tentando não polpar um só detalhe.
avatar
Suzanne O'Bran

Mensagens : 326
Data de inscrição : 16/05/2015
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Raziel em Sex Nov 06, 2015 2:19 am

( Raziel seguia a todos em silêncio característico ele ignorava as apresentações mas quando o velho asiático aparecia, e era novamente apresentado ele nota os olhares tortuosos e fala para dentro meio desanimado)

Pode me chamar de Vagante Branco, galiard impuro e Andarilho do Asfalto

(Raziel olhava a loja via se tinha algo para comer enquanto ouvia Tadewi conversar com o asiático. Após o lua cheia se calar ele seguia até a porta e falava num tom tranquilo.)

Bom parece que meu objetivo foi concluído. Achamos o Hioshimitsu. E um prazer conhecê-lo, eu vou me mandar dessa cidade.
avatar
Raziel

Mensagens : 99
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Steve Mandrake em Sex Nov 06, 2015 4:45 am

Darkness (Crinos) - Todos

O entrelace de vozes, comum ao ambiente naquele momento, é quebrado quando subitamente os mais atentos podem perceber uma aproximação por de trás da porta, seguido da visualização do giro da maçaneta. Antes de qualquer coisa, todos podem notar que se tratava de Darkness, que nas quatro patas, e com certa dificuldade devido ao seu tamanho em relação a porta, adentra o recinto.

Seu olhar fixo em Hioshimtsu, sério e penetrante, tenta acreditar que realmente era ele...

"-O Sr. já dever saber quem ser eu?! Certo?!"

Chegava já no fim das elucidações de Tadewi, quando já falava sobre a Ponte da Lua e os Malditos. Todos podiam perceber que o Ahroun dos Crias de Fenris, tinha apenas um grande corte no peito que tão pouco o incomodava, o que poderia sugerir que havia tomado apenas um ataque ou tivesse sido poupado já que se tratava do confronto contra 3 Malditos.
avatar
Steve Mandrake

Mensagens : 230
Data de inscrição : 17/06/2015
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yoshimitso - Todos

Mensagem por Admin em Sex Nov 06, 2015 5:45 am

O velhinho doce e amigável assistia ao grupo quase com felicidade, até que começa a ouvir Ivy. Quando ouve seu nome sendo confundido sem cuidado, toda a afabilidade e postura inofensiva dão lugar a um semblante de seriedade desconcertante enquanto encara a Impura. Depois então que Ivy diz sobre seus companheiros que ainda estavam para chegar, o velho percorre os olhos pelos demais na sala de forma peremptória, como alguém que descortina o desequilíbrio de outrem.
 
Ainda em silêncio, observava agora a postura de Tadewi, após este ter se feito ouvir. Ao notar que a fala do Wendigo demoraria, assim que ele começara a relatar os acontecimentos daquelas noites em Austin, o velho caminhou para uma estante onde começou a organizar algumas xícaras numa bandeja.

A narrativa de Tadewi havia levado tempo o bastante para que o ancião dos Portadores da Luz Interior levasse até o balcão da loja uma bandeja com cinco xícaras com um chá que exalava e fumegava. Ergueu o olhar para porta antes que Darkness girasse a maçaneta enquanto ouvia Raziel e, esboçando um novo porém rápido sorriso, disse: - Sabia que chegaria. Apontou para uma das xícaras: - A sua já está aqui. Disse para o Cria de Fenris.

Voltou então para a postura séria que havia adotado após a fala de Ivy e fitando-a inicialmente, limpou a garganta com dois pigarros para o início de um discurso: - Será que consegue se lembrar de alguma figura humana da cultura oriental da qual seja capaz de pronunciar o nome? Como por exemplo Sun Tzu? Já que é uma Andarilha, posso presumir que sim. Os humanos guardam os nomes de seus heróis ou algozes, os Garou fazem o mesmo, mas se você não sabe mencionar o nome de alguém como eu, te dou dois conselhos: - Um: Não tente mencionar. Como acho que você faria no caso de estar diante de Mão-de-Ferro e não se lembrar do nome dele. Não é porque eu te recebo com um sorriso que pode ter menos respeito do que teria com ele ou qualquer outro. Dois: estude mais sobre nós e quem são os maiores nomes da nação Garou da atualidade.

Depois, alterna olhares entre Raziel e Tadewi: - Na verdade eu já sabia disso tudo, não que eu tenha algum poder de saber de tudo, mas vocês vão entender caso façam as perguntas certas. Eu perguntei apenas para ver o que vi, um Ahroun contando histórias enquanto seu Galliard se cala, e só fala para dizer que vai embora. Bom... Raziel... O velho dá um passo para trás e fita a bandeja: - Por favor, peguem antes que esfrie. Não me neguem o prazer de desfrutar uma última vez de boas companhias para um chá. Sorriu e caminhou para pegar mais uma xícara, dessa vez para si: - Continuando, Raziel... Eu te desafio a fazer exatamente o que falou. Ir embora, mas antes deixe-me retribuir o  seu objetivo cumprido te dando uma pequena informação. Os fomoris e Malditos estão em tão grande número, que foram capazes de expulsar os Dançarinos da Espiral Negra, mas, eles não foram muito longe. Estão pela estrada esperando uma oportunidade de voltar... Então, caso você consiga chegar até alguma estrada vivo, e sem ser possuído, o que me parece muito difícil, ainda precisará passar por eles. Boa sorte com isso.

Fita então Darkness, a quem havia deixado sem resposta até então e amenizando as feições duras, responde: - Sei quem é você tão bem quanto acredito que saiba quem sou eu. Sorriu, como quem se diverte com a própria tentativa de filosofar de forma rasa: - Bom. Vocês não tem muito tempo... Olhou para a parede onde havia um relógio parado enquanto recolhia a xícara que havia servido para si e deu um gole: - Vocês realmente perderam muito tempo pra chegar aqui, e agora, acredito que vocês devem ter... sei lá, umas três perguntas pra me fazer, já que gosto de falar bastante. Sorriu mais uma vez, fitando a todos como se não tivesse sido ríspido há poucos segundos: - Daí vou encerrar nossa conversa e poderão passar a noite aqui enquanto eu preparo alguns rituais para amanhã... E sim, eu sou Yoshimitso.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Raziel em Sex Nov 06, 2015 11:38 am

(Raziel já saia do local quando se depara com Darkness, surpreso em vê-lo o andarilho da uns passos para trás deixando-o entrar. Ouvia o que o mesmo dizia e depois o que o velho falava. Sentia a provicaçao de Yoshimitsu. E com um olhar sem esperança e vazio encarava o velho do outro lado da lojinha)

Viver ou morrer já não faz diferença a algumas horas

(Raziel sentia que o velho insistia em provoca-lo ao convidar para o chá, mas algo que Yoshimitsu fala o faz rir)

Desculpe, vc narrou o fim do mundo agora para mim, disse que não temos tempo e mesmo assim insiste que tomemos chá com vc para bater um papinho?

(Raziel vai aos poucos perdendo sua compostura educada que sempre mantinha ou tentava manter. Ele dá as costas para todos e. Estava prestes a sair com a mão na maçaneta, mas ele tinha uma duvida que o tormenta e então abaixa a cabeça e sussurra)


Porque nós? Primeiro Faro Ancestral e agora vc insiste em nos manter unidos. Eu sei que é uma situação despertadora mas não somos a matilha mais qualificada da cidade, nem sequer somos o único grupo da cidade. Afinal pelo que percebi havia muitos de nós ainda pela cidade. Então Pq insistir em manter dois luas cheias com síndrome de exibição Alpha, uma louca varrida é um ronin juntos? Não temos mais nada, esgotamos nossos recursos para chegar até aqui
avatar
Raziel

Mensagens : 99
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Suzanne O'Bran em Sex Nov 06, 2015 11:59 am

Tadewi ouve o ancião falando e mesmo sem ser empático ou dificilmente saber ler as minuciosas características de outrem, chega a uma conclusão: Ele estava tão desesperado quanto todos que estavam naquela sala.

Abaixa a cabeça quando Ivy tomava um sermão, ele estava certo, e de certa forma era bom alguém de fora e com tamanho prestígio dizer tais palavras. Mas a loucura dela era uma doença de raça, tinha certeza que não a sanaria, e talvez poderia até agravar.

Quando vê Darkness chegando cumprimenta o mesmo com a cabeça. Sabia que ele conseguiria, sentiu confiança quando deixou ele para trás, da forma que confiaria em qualquer outro que pedisse e esboçasse a mesma confiança naquele momento, como fez com Narssuk, que ainda não voltou, mas tem ciência que está bem. Tinha fé!

Quando Raziel fala demonstrando o quão ingrato podia ser, o Garou ouve em silêncio, não iniciaria uma confusão na frente de alguém tão estimado naquele local.

Simplesmente aceita o chá e bebe. Os wendigos também tem esse costume, alguns mesmo tinham descoberto que estes chá podem ser usados como amuletos ou algo frutífero e também para aquecer a alma em um inverno como aquele.

Parece que Raziel demonstrava sua inabilidade, mas não só isso, desperdiçou seu tempo e palavras com o que pareceu ser uma pergunta.
avatar
Suzanne O'Bran

Mensagens : 326
Data de inscrição : 16/05/2015
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yoshimitso - Raziel - Todos

Mensagem por Admin em Sex Nov 06, 2015 1:14 pm

Yoshimitso parecia achar graça genuína na reação de Raziel, qual o pai que se diverte com as peripécias do filho: - Que poder de observação! Disse, como quem elogia: - Pena que usa pouco os ouvidos e muito mais os olhos. Além do chá, permiti que gastassem valiosos minutos com a história vazia do Wendigo, é que estou perto da morte e já não me sinto confortável com a correria. Isso aqui... Abriu sutilmente os braços: - São meus últimos instantes. São vocês que precisam correr, não eu... Não mais.

O velho deu mais um gole no chá, e continuou: - Se você se concentrasse no que ouve da mesma forma que o faz com o que vê, aprenderia coisas muito mais rápido, você tem potencial pra isso. Sua análise sobre quase tudo está correta, mas, eu disse... Destinos muito piores do que a morte te esperam por estas ruas, Andarilho. Morrer lutando é uma honra, mas ser possuído e virar inimigo do seu povo, é um dos piores castigos que um Garou pode ter por ser estúpido. E ser currado por vários Dançarinos da Espiral Negra enquanto eles cortam sua carne e bebem seu sangue também não é um destino que você vai gostar, eu acho.
 
Novamente Ancião dá uma pequena golada no chá, deixando que o líquido lubrificasse suas cordas vocais para uma nova resposta não aparentando qualquer pressa: - Vou considerar essa, como apenas uma resposta, então vocês ainda tem duas... Sorriu e continuou: - Bom, vocês foram escolhidos porque eu escolhi vocês. Era eu quem decidia quem faria parte disso, e eu escolhi os que não me julgaram. Talvez por uma mera questão de tempo, talvez com o tempo, vocês se juntassem as vozes que pedem pela minha morte, vozes que cantam minha desonra em estar vivo e na visão deles, inútil. Talvez vocês até já tenham me julgado em suas mentes, mas, nunca tornaram esse julgamento público, e como estou agora provando que não estou inútil, quis sentir o gosto da vingança quando souberem que eu os exclui disso por serem maledicentes. E para finalizar, a questão de vocês precisarem ficar juntos é apenas uma questão de sobrevivência. Os Malditos e fomoris estão juntos, por mais asquerosos que sejam até mesmo uns para os outros... Se não acharem um jeito de trabalharem juntos, vocês estão simplesmente condenados, e terá tudo sido em vão. Todos vocês aprenderam desde muito cedo, que nossas chances quando trabalhamos sozinhos são pequenas, e por isso sempre procuramos formar matilhas, é algo que está em nós. Sempre existe um como você, que por algum motivo não herda essa nossa característica de união, mas, num mundo como este, a necessidade se torna muito maior que antes.

Levantou o indicador da mão que estava livre, e antes de uma nova golada, disse: - O próximo a fazer alguma pergunta, tem que beber o chá. E você que já fez, também, Raziel... Deu uma risada descontraída.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Raziel em Sex Nov 06, 2015 1:46 pm

(Raziel estranhamente sentia seu espírito rebelde se acalmar, talvez toda a pressão da longa jornada tenha deixado sua mente não só cansada mais também quebrada. O Vagante anda até a bandeja respira fundo como se procurasse manter-se sereno e paga o chá, fechando os olhos e bebendo um longo gole. Era uma clara alusão que estava disposto a seguir o conselho do velho)

Obrigado

(Sussurra num tom bem mais calmo e educado sentando-se a mesa)
avatar
Raziel

Mensagens : 99
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Steve Mandrake em Sex Nov 06, 2015 4:51 pm

Darkness (Crinos / Hominídeo) - Todos

Após ouvir tudo aquilo, juntamente com o passar dos minutos que parecem dar férias a um soldado do front, que pode relaxar um pouco na base e esquecer que a guerra está lá fora, o Ahroun respira fundo como quem sente a adrenalina do seu corpo diminuir. Após a resposta dada a Raziel e a oferta do chá, o Ahroun percebe que a forma que estava não era a mais adequada aquela situação. A forma Crinos cobrava cada vez mais energia, a fome e falta de alimento exigia cada vez mais seu preço, a Besta!

A medida que Yoshimitso vai terminando sua palestra, o lobo vai reduzindo seu tamanho, até atingir sua forma Hominídea... Não era a que mais desejava, mas não poderia reaver sua forma racial antes de curar seus ferimentos, o que ocorria em maior velocidade em formas alternativas. Olhando para as próprias mãos e movimentando lentamente os dedos, como tentando se acostumar, olha novamente nos olhos do velho Ancião e pega uma xícara de chá, tentando conter seu ímpeto de virar de uma só vez aquele líquido quente em sua boca, devido a fome que estava.

Após longos goles, acompanhados de uma apreciação quase que orgásmica, Darkness estala o pescoço, o braço e os punhos, focando sério os seus olhos azuis como uma geleira no oriental, e questionando com sua voz quase gutural:

"-Darkness não querer ser rude! Mas 3 perguntas pouco ser... Darkness ser guerreiro, e precisar saber quem ser nosso real inimigo... E pior, como 5 Garous Cliaths vão recuperar um Caern que caiu com a derrota de Anciões!"
avatar
Steve Mandrake

Mensagens : 230
Data de inscrição : 17/06/2015
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yoshimitso - Darkness - Todos

Mensagem por Admin em Sex Nov 06, 2015 6:42 pm

- Hummm ... Ela não vai gostar nada disso... Disse o velho, fitando mais uma vez o relógio de parede que não funcionava: - Mas como respondi ao Andarilho mais de uma pergunta... Deu de ombros: - Vou tentar ser breve... Por enquanto, pelo menos até que acordem, o real inimigo de vocês é o tempo. Vocês viram aquele avião que passou mais cedo? Pois então, foi um tipo de reconhecimento de campo e eles voltarão, mas será para liquidar com essa cidade. Não vai sobrar nada, e aí o tempo de vocês se terá acabado e vocês provavelmente acordarão como dormiram. Acho que isso vai ser amanhã, ou depois de amanhã, não sei bem.

Levou então o indicador até a ponta do nariz e direcionou o olhar pro nada, como se quisesse se lembrar de algo: - Qual foi mesmo a segunda pergunta? Ah, é... Bom, vocês não estão aqui pra recuperar nenhum Caern. O daqui já era, vocês estão aqui para descobrir o que houve e poderem impedir antes de acontecer quando acordarem. Deu outro gole do chá enquanto fitava Tadewi, Ivy e Wyld-Storm, talvez perguntando-se donde viria a última questão.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
OFF:

Lupinos que beberem o chá devem rolar destreza + Etiqueta, dif 4.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Ivy_curto_circuito em Sex Nov 06, 2015 7:24 pm

Ivy ergueu as as sombrancelhas diante do sermão que tomara, por um momento teve vontade de rir ao ver aquele Ancião ter se ofendido por ela não conseguir pronunciar seu nome, ele cita sobre Sun tzu e outros heróis da sociedade humana, porém, a Andarilha era uma impura e pouco se importava com os heróis mortais e até mesmo com os heróis da sociedade Garou, já que muitos da sociedade abominavam a existência dos Impuros. Para Ivy tudo que importava era sua sobrevivência e das pessoas com quem ela gostava, como tio Jimmy, sua Tia Gallina, Raziel e também agora o Wendigo chamado Tadewi na qual por conveniência, necessidade ou destino veio a ter um vinculo com o mesmo. Então a Impura apenas balançou os ombros como quem pouco se importou com o que foi falado para ela pelo Ancião, na mente da Garou era só mais um velho babaca como todos os outros Anciões que veio a conhecer.

"Babaca..."_Pensou mostrando um sorriso em direção do Ancião."

Ouviu que ao todo tinham três perguntas, então observou cada um fazer aquelas que desejavam, caso sobrasse alguma Ivy faria as dela, observou o chá que lhe foi oferecido mas apenas olhou para o mesmo, buscando com o olhar por um breve momento seu próprio reflexo e depois desviou o olhar, deixando-o no mesmo lugar que lhe foi servido apenas dizendo:

-Não, obrigado...

Ouviu então as respostas das duas primeiras perguntas, pensou por um segundo no que perguntar e então de súbito com o mesmo olhar louco que ela costuma a ter, perguntou por ultimo a pergunta óbvia que todos queriam saber:

-Vou perguntar o mais óbvio, velhote...

-Já que não temos escolhas, por onde devemos começar para descobrir e impedir isso?

Ivy então cruzou os braços enquanto fitava o Ancião, a Andarilha não tinha nenhum senso de etiqueta, seu olhar era forte e contrariamente dos outros, não exitava em falar o que queria mesmo que isso viesse junto com algum tipo de ameça ou punição. Ela tratava o Ancião como tratava todos que a cercava, como um igual.
avatar
Ivy_curto_circuito

Mensagens : 67
Data de inscrição : 16/07/2015
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Suzanne O'Bran em Sex Nov 06, 2015 9:07 pm

Tadewi começa a ligar os pontos. Após a explicação dada a a Darkness, o garou compreende tudo com muita clareza.

Estavam em um mundo dos sonhos, ou de pesadelos, não sabia ainda, mas de uma coisa tinha certeza. Aquele era o reflexo de um futuro próximo, "um presságio do fim", mas se Hioshmitsu disse que tem como reverter aquilo, então existe mais que um fim. Sorri vagamente enquanto divagava, perdido em meio as respostas dada pelo ancião, e não só por isso; no primeiro dia, logo quando acordou, tinha essa mesma suspeita e foi ignorado pelos seus. Mais uma vez estava certo!

Ivy começa a falar, e bem, era tão barulhenta e agressiva quanto a sua arma, suas palavras eram ofensivas de certo modo e isso faz com que Tadewi mostrasse os dentes pois estava em hominídeo e rosnasse baixo.

O desrespeito para com anciões não era comum em sua seita, mesmo com aqueles que já era fardo para seu povo, ou seja, nesta época os garous velhos subiam até a colina mais alta durante um rigoroso inverno e aguardavam pela chegada do wendigo que arrancava seus corações e direcionava para outro corpo, enquanto se alimentava após isso de sua carne congelada.

O wendigo não era um espírito canibal, por que não era um garou, na verdade os wasishus temiam seu julgamento e a forma que tratava os desonrosos, deste modo, deveriam ter muito cuidado mesmo.

Se Ivy transgredia a litânia, o velho portador da luz fazia o mesmo, sendo um fardo para seu povo e negando uma morte honrosa, mesmo que detendo tamanho conhecimento ele atrasava o fim da roda das estações para ele.

Era de fato o fim.

Ivy faz a ultima pergunta e o wendigo estava ansioso por ouvir sua resposta. A pergunta feita foi semelhante a que pretendia perguntar.
avatar
Suzanne O'Bran

Mensagens : 326
Data de inscrição : 16/05/2015
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yoshimitso - Ivy - Todos

Mensagem por Admin em Sex Nov 06, 2015 10:29 pm

Sem olhar para Ivy, o Ancião começava a dar uma resposta que não viria de encontro à dúvida proposta: - Os aprendizados serão incorporados, e se aprenderam algo valioso aqui, isso será levado para quando acordarem. Vocês tiveram a experiência de muitas missões numa só noite dormida, mas se morrerem aqui, não acordarão mais... Virou-se então para Ivy, encarando-a como antes, quando se pronunciou pela primeira vez: - Podem perceber o valor dessa experiência vivida por poucos, única e especial e daí tentarem tirar o máximo de proveito disso, ou podem ser completos imbecis e acharem que, vocês não tem escolha, como essa aqui propôs. Entendam, esse é um discurso pra vocês aprenderem com o erro dela, não é um discurso pra ela, porque ela não aprenderá nada. Ela não se lembrará de nada. Deixou escapar um sorriso algo sádico no canto da boca enrugada: - Levem o aprendizado da observância para a vida de vocês, pois se essa Ragabash tivesse observado o quanto posso ser vingativo, talvez tivesse se calado... Ainda encarando-a nos olhos, parou de discursar para os demais e passou a falar diretamente para a Andarilha: - Você sequer bebeu o chá antes de fazer a pergunta... Fez uma cara de desapontado, levantou a mão esquerda, já que a direita ainda segurava a xícara e estalou os dedos. Nesse momento Ivy sumiu inexplicavelmente, diante dos olhos de todos.

- Ela não se lembrará de nada do que aconteceu aqui e é assim que deve permanecer. Me desrespeitando, ela desrespeitou também a própria Coruja e embora minha morte esteja próxima, aquele que ousar reviver as memórias desta Ragabash terá de se entender com o Totem. Deu um gole do chá e verificou que havia terminado, caminhando então para a estante, onde voltou a se servir: - Raziel, apesar de não querer que ninguém lembre-a de tudo o que ela viveu aqui, quero que cumpra seu dever de Galliard e conte o desrespeito desta Cliath na próxima assembleia, perante a todos, para q ela seja punida como merece. E na ausência de um philodox, Darkness que não faz parte desta matilha e por isso é a figura mais neutra, deverá se certificar de que Raziel cumpra com o seu dever plenamente. Entendam que o desrespeito não vem da palavra velhote, vem da intenção em denegrir e atingir, então, é isso que eu quero que seja passado! Falava firmemente, ainda de costas quando terminou de servir-se.

Voltou então para trás do balcão, onde podia observar a todos e perguntou: - Então, depois de mais essa perda de tempo, qual é a próxima pergunta? Infelizmente graças a isso não sei se teremos tempo de uma elucidação satisfatória.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF:

Ivy pode postar acordando (4 da manhã) em seu apartamento. Pontos de XP gastos (desde que acordaram na nova Austin) em conhecimentos ou dons vão retroagir. A sensação é de acordar de um pesadelo do qual não se lembra de nada.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 742
Data de inscrição : 15/05/2015

Ver perfil do usuário http://pressagiosdofim.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Suzanne O'Bran em Sex Nov 06, 2015 10:41 pm

Tadewi observa pasmo o que aconteceu diante de seus olhos. O velho portador, segundo suas próprias palavras, agia em nome da Coruja, deste modo o nativo passa a observar o mesmo com uma nova perspectiva.

Seguindo a sequência, via que a pergunta de Ivy fora anulada, então tinha como tirar sua dúvida.

_Senhor Hioshmitsu, minha pergunta é semelhante a de Ivy. Por onde devemos começar? O que temos que fazer?

avatar
Suzanne O'Bran

Mensagens : 326
Data de inscrição : 16/05/2015
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Raziel em Sex Nov 06, 2015 11:17 pm

(Raziel que estava em silêncio e bebendo o chá e quando o velho desfere sua ira e intolerância perante a atitude tola de Ivy faz que Raziel abr os olhos assustado e pasmo com o decorrer da cena. Como não bastasse o sumisso da única pessoa que de certa forma era seu único elo real com aquele grupo, Raziel fica incumbido de ter que reportar isso quando voltasse. O Andarilho olhava incrédulo )

Ma-mas... se eu fizer isso ela provavelmente vai morrer...

(Raziel falava com um tom melancólico e baixo era a primeira vez que ele realmente demostrava algum sentimento, saindo do seu estado recente de apatia. Mas era que na verdade o garou sentia-se também punido por ter que relatar o ocorrido. Sabia que sua fala poderia ser interpretado como questionamento de uma ordem e por isso ele baixa a cabeça)

Mas eu irei cumprir com a ordem
avatar
Raziel

Mensagens : 99
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BARTON CREEK SQUARE

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum